Silvana Lima vence sua primeira bateria no Oi Rio Pro

Silvana Lima vence sua primeira bateria no Oi Rio Pro A cearense avançou para disputar vagas nas quartas de final. Crédito: Poullenot/WSL

O domingo amanheceu com chuva no Rio de Janeiro, mas junto com a frente fria vieram as ondas para a continuação do Oi Rio Pro em Saquarema. Foi preciso aguardar um pouco o mar melhorar para realizar a repescagem feminina, que foi iniciada as 12h15 em ondas de 3-4 pés na Praia de Itaúna. Duas brasileiras competiram e a cearense Silvana Lima avançou para a rodada classificatória para as quartas de final, mas a saquaremense Taís de Almeida foi eliminada. Os homens devem estrear nesta segunda-feira, mas a primeira chamada do dia, às 6h45, será para as duas categorias e a comissão técnica decidirá qual entrará no mar.

A cearense Silvana Lima se recuperou da derrota na sexta-feira na segunda bateria do domingo na Praia de Itaúna. Ela escolheu boas ondas e dominou todo o confronto com Bronte Macaulay para despachar a australiana por uma boa vantagem de 12,17 a 8,77 pontos. As condições não estavam fáceis para competir, com o mar um pouco balançado ainda pela entrada do swell, mas Silvana soube manter a paciência para vencer sua primeira bateria no Oi Rio Pro 2018.

“Antes da minha bateria, vi que as ondas estavam bem difíceis e quebrando contra a corrente, então você acabava perdendo velocidade nas esquerdas. Aí optei pelas direitas, mas eu sabia que era um risco, porque o backside da Bronte (Macaulay) é muito forte. Só que fiquei do lado dela até o fim pra não dar mole”, contou Silvana Lima.

A cearense também falou da volta em competir no mar depois da experiência de defender o Brasil na WSL Founders´ Cup of Surfing, na piscina do Surf Ranch no final de semana passado: “É a volta para a vida real né (risos). Lá é maravilhoso, a onda é muito boa e você acaba ficando meio nervosa, porque você pode arrebentar a onda e tirar notas de nove pra cima, mas às vezes é preciso segurar um pouco. Quero voltar pra lá para treinar mais para o evento do CT. Mas, aqui eu tinha que voltar para a realidade, pois é no mar onde as etapas acontecem”.

Logo após a vitória de Silvana Lima, começou a bateria da surfista local de Saquarema com a vice-campeã do Oi Rio Women´s Pro no ano passado. A experiente Taís de Almeida chegou até a surfar uma boa onda, mas a francesa Johanne Defay pegou as melhores e não desperdiçou as chances para fazer o maior placar das duas primeiras fases da etapa feminina, 13,83 pontos somando notas 7,00 e 6,83. Com a derrota, Taís de Almeida terminou em 13.o lugar e ganhou um prêmio de 10.000 dólares pela participação no evento.

Assim como no primeiro dia, no domingo todas as cabeças de chave seguiam vencendo suas baterias. Foi assim com a norte-americana Sage Erickson na abertura da segunda fase, Silvana Lima na segunda bateria, Johanne Defay na terceira, Nikki Van Dijk na quarta e Caroline Marks na quinta. Todas confirmaram o favoritismo contra suas adversárias. A única a derrubar uma cabeça de chave foi a australiana Keely Andrew no último duelo do dia. Ela derrotou a havaiana Malia Manuel de virada na onda que surfou no minuto final da bateria.

QUARTAS DE FINAL – Com os resultados do domingo, foram formados os quatro confrontos da terceira fase que vão definir as oito classificadas para as quartas de final do Oi Rio Women´s Pro. As duas primeiras colocadas de cada bateria avançam e a terceira termina em nono lugar no evento. Na primeira, a bicampeã mundial e bicampeã da etapa brasileira, Tyler Wright, enfrenta mais duas australianas, Sally Fitzgibbons e Keely Andrew.

Na segunda, Stephanie Gilmore vai defender sua lycra amarela do Jeep Leaderboard contra a também australiana Nikki Van Dijk e a norte-americana Caroline Marks. O Brasil entra na briga com Silvana Lima na terceira bateria, completada pela californiana Lakey Peterson e a francesa Johanne Defay. E a gaúcha Tatiana Weston-Webb vai disputar as últimas vagas com a havaiana Carissa Moore e a norte-americana Sage Erickson.   

O Oi Rio Pro está sendo transmitido ao vivo de Saquarema pelo www.worldsurfleague.com para o mundo todo também pelo Facebook Live e pelo aplicativo da World Surf League. A primeira chamada da segunda-feira será as 6h45 para as duas categorias na Praia de Itaúna.

SEGUNDA FASE FEMININA – Derrota=13.o lugar com 1.543 pontos e US$ 10.000:

1.a: Sage Erickson (EUA) 9.77 x 9.17 Coco Ho (HAV)

2.a: Silvana Lima (BRA) 12.17 x 8.77 Bronte Macaulay (AUS)

3.a: Johanne Defay (FRA) 13.83 x 9.44 Taís de Almeida (BRA)

4.a: Nikki Van Dijk (AUS) 12.83 x 11.94 Pauline Ado (FRA)

5.a: Caroline Marks (EUA) 12.66 x 7.33 Paige Hareb (NZL)

6.a: Keely Andrew (AUS) 8.77 x 8.60 Malia Manuel (HAV)

TERCEIRA FASE – 1.a e 2.a=Quartas de Final / 3.a=9.o lugar com 3.085 pontos e US$ 11.500:

1.a: Tyler Wright (AUS), Sally Fitzgibbons (AUS), Keely Andrew (AUS)

2.a: Stephanie Gilmore (AUS), Nikki Van Dijk (AUS), Caroline Marks (EUA)

3.a: Lakey Peterson (EUA), Johanne Defay (FRA), Silvana Lima (BRA)

4.a: Carissa Moore (HAV), Tatiana Weston-Webb (BRA), Sage Erickson (EUA)

PRIMEIRA FASE MASCULINA – Vitória=Terceira Fase / 2.o e 3.o=Segunda Fase:

1.a: Filipe Toledo (BRA), Kanoa Igarashi (JPN), Ian Gouveia (BRA)

2.a: Jordy Smith (AFR), Tomas Hermes (BRA)Miguel Pupo (BRA)

3.a: Owen Wright (AUS), Wade Carmichael (AUS), Wiggolly Dantas (BRA)

4.a: John John Florence (HAV), Joan Duru (FRA), Mikey Wright (AUS)

5.a: Gabriel Medina (BRA)Jessé Mendes (BRA)Alejo Muniz (BRA)

6.a: Julian Wilson (AUS), Patrick Gudauskas (EUA), Deivid Silva (BRA)

7.a: Italo Ferreira (BRA), Connor O´Leary (AUS), Keanu Asing (HAV)

8.a: Adriano de Souza (BRA), Griffin Colapinto (EUA), Michael February (AFR)

9.a: Michel Bourez (TAH), Conner Coffin (EUA), Yago Dora (BRA)

10: Adrian Buchan (AUS), Sebastian Zietz (HAV), Ezekiel Lau (HAV)

11: Matt Wilkinson (AUS), Jeremy Flores (FRA), Willian Cardoso (BRA)

12: Kolohe Andino (EUA), Frederico Morais (PRT), Michael Rodrigues (BRA)

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.