fbpx

Tênis de Mesa

Tênis de Mesa (1)

Danielle Rauen e Jennyfer Parinos são campeãs por equipes no Aberto Paralímpico

As brasileiras Danielle Rauen e Jennyfer Parinos puderam saborear uma conquista dourada neste sábado (16/3). Elas garantiram o título do Aberto Paralímpico da Itália, em Lignano, nas classes 9-10, ao vencerem a equipe alemã, formada por Marlene Reeg e Lena Kramm, por 2 a 1 na decisão. No torneio individual, elas já haviam ganho medalhas: Danielle foi prata e Jennyfer bronze.

A conquista do ouro veio com uma campanha irretocável. Na fase de grupos, vitórias nos confrontos contra as alemãs, croatas/russas e tailandesas. As romenas foram superadas na semifinal e, novamente, as alemãs foram as vítimas na decisão. Em 12 partidas disputadas, elas perderam apenas duas.

“Eu e Dani já vínhamos de um entrosamento na dupla, pois treinamos muito. Conseguimos fazer jogos muito bons contra todas as equipes e com certeza esse resultado vai dar uma confiança e um gás a mais nas próximas competições. Estamos muito felizes!”, comemorou Jennyfer, que percebeu um crescimento da parceria e do jogo individual das duas da temporada passada para este ano:

“Estamos treinando muito nossas técnicas e, com o trabalho de toda a equipe multidisciplinar, estamos crescendo dia após dia, tecnicamente, psicologicamente, fisicamente e em outros aspectos”, analisa.

Uma prata e quatro bronzes

Mais cinco equipes com presenças de brasileiros conquistaram medalhas na Itália.  O grande destaque foi para a medalha de prata de Israel Stroh e Paulo Salmin, na classe 7 masculino. Eles foram derrotados na decisão pelos tailandeses Chalermpong Punpoo e Yuttana Namsaga, por 2 a 0.

Mais dois bronzes vieram através de equipes genuinamente brasileiras. Na classe 2 masculino, Guilherme Costa e Iranildo Espíndola caíram na semifinal para os franceses Fabien Lamirault e Stephane Molliens, por 2 a 0. Na classe 3 masculino, David Freitas e Welder Knaf foram superados pela equipe mista formada pelo americano Jenson Van Emburgh e pelo romeno Dacian Makszin, pelo mesmo placar.

Os outros dois bronzes foram conquistados pelos dois mais jovens da delegação brasileira, ambos em equipes mistas: Lucas Carvalho e Lucas Hansen. Na classe 9 masculino, Carvalho fez dupla com o ucraniano Lev Kats, e foi derrotado na semifinal pelos suecos Daniel Gustafsson e Anders Andersson. Na classe 11 masculino, Hansen fez dupla com o russo Alexey Kudryavtsev, e caiu na semifinal para os alemães Florian Hartig e Dirk Hartmann.

Com as seis conquistas por equipes, o Brasil somou 11 medalhas na Itália, entre triunfos individuais e por equipes: um ouro, três pratas e sete bronzes. A delegação brasileira agora segue para Platja D’Aro, na Espanha, onde disputa o Aberto Costa Brava a partir de terça-feira (19/3).

Assinar este feed RSS