Vôlei Sentado

Vôlei Sentado (4)

Brasil para diante do gigante iraniano e irá disputar o bronze

Megrzad de 2,48m foi o destaque da vitória do Irã sobre o Brasil. Crédito: Bruno Lopes/Esportes de A à Z

Depois de uma ótima campanha na fase de grupos, o Brasil parou diante do Irã no vôlei sentado no Pavilhão 6 do Rio Centro,  perdendo por 3 a 0 e irá disputar a medalha de bronze. O grande destaque foi o atacante iraniano de 2,45m Megrzad que foi o grande pontuador do jogo.

“Conseguimos arrumar um jeito diferente de bloquear o gigante, mas não foi suficiente para derrotá-los. Até quatro anos atrás ninguém sabia o que era o vôlei sentado até nosso segundo lugar no mundial e agora com casa cheia, pudemos fazer nosso melhor vindo pela primeira vez numa semifinal e iremos disputar o bronze com muito empenho” – Conta Anderson, maior pontuador do Brasil depois da derrota.

No primeiro set, um jogo bem equilibrado, mas o time do Irã conseguiu dar uma escapada no final e acabou fechando em 25 a 20, abrindo 1 a 0 no placar.

Já no segundo, os iranianos saíram atropelando o time brasileiro abrindo 10 a 1 no placar. Mas Anderson chamou a responsabilidade para si e o time do Brasil começou a encostar, diminuindo para cinco pontos de diferença com o placar em 15 a 10. O jogo se tornou mais equilibrado e sempre que podia, o Brasil ia diminuindo a vantagem que chegou a ficar em 3 pontos no 19 a 16. Mas o Irã acordou e começou a pontuar direto e fecharam o set em 25 a 19 e botando 2 a 0 no jogo.

O Brasil começou até bem no terceiro set e abrindo 2 a 0 no placar. Mas o Irã recuperou a vantagem e só se deu o trabalho de ir avante no placar e abrir uma vantagem que ficasse difícil a recuperação do time do Brasil. Ao final, ganharam por 25 a 17 com 3 a 0 no placar

Na decisão pela medalha de bronze, o Brasil encara o Egito em partida que será domingo de manhã.

 

Brasil para diante das americanas e disputará bronze

Time do Brasil para diante de boa defesa americana. Crédito: Bruno Lopes/Esportes de A à Z

Pela primeira vez participando de uma semifinal em uma paralimpiada, o time feminino do Brasil de vôlei sentado não conseguiu passar pelos Estados Unidos perdendo de 3 a 0 e disputará a medalha de bronze, algo que poderá ser inédito para o país em jogo realizado no pavilhão 6 do rio centro.

“Infelizmente não deu. Nosso jogo não encaixou de forma alguma e acabamos perdendo. Mas é algo inédito estarmos disputando o bronze e faremos o possível para trazer essa alegria para o povo que encheu o Rio Centro. Vamos nos concentrar e tentar buscar contra a Ucrânia a medalha de bronze que será algo muito bom para nós. ” – Conta Janaina sobre a derrota

Os Estados Unidos começaram a partida impondo um massacre para cima do time do Brasil. Elas saíram com 8 a 1 no placar. O time brasileiro se ligou e entrou na partida e conseguiu devolver parte do prejuízo encontrando no placar com a diferença para 3 pontos ficando com 10 a 7. Mas as americanas voltaram a jogar melhor e abriram o placar para 16 a 9 e passaram a administrar o jogo. Bastou mais algumas jogadas e fecharam o set em 25 a 13.

No segundo, o jogo foi completamente diferente. Muito mais ligada na partida, o inicio do set foi muito equilibrado com os dois times trocando pontos até o placar de 5 a 5. As americanas chegaram a abrir dois pontos de vantagem que foi logo tirado e o Brasil passou a comandar o placar com 11 a 9. Mas as americanas insistiram e conseguiram a vantagem novamente com várias trocas de bola. Num erro de ataque do Brasil, elas conseguiram abrir uma vantagem de 6 pontos e o placar estava 22 a 16 para elas. Mas uma nova reação fez o Brasil encostar no placar diminuindo a diferença para 3 pontos com 22 a 19. O técnico americano pediu tempo e na volta, elas fizeram dois pontos e estavam com set point na mão. Com o apoio da torcida, o Brasil tirou a diferença e empatou a partida em 24 a 24. O Brasil chegou a ter o set point, mas não aproveitou. As americanas encostarão no placar e acabaram fechando o set em 28 a 26 e abrindo dois a zero no placar.

No terceiro, o Brasil começou muito melhor e abriu logo 3 a 0 no placar. As americanas chegaram a fazer alguns pontos e o placar ficou em 8 a 3. A partir daí foi a vez delas se ligarem e o que se viu foi as americanas virarem o placar e literalmente anularam o time do Brasil e começaram a abrir vantagem. Desanimadas, as bolas do Brasil não caiam de forma alguma do outro lado e o set acabou em 25 a 18 e 3 a 0 para as americanas.

No sábado, o Brasil disputa o bronze contra a Ucrânia. Já os Estados Unidos, disputam o ouro contra as chinesas.

 

De virada, Brasil vence Alemanha e está nas semifinais

Time do Brasil vira diante da Alemanha e está nas semifinais no vôlei sentado. Crédito: Bruno Lopes/Esportes de A à Z

Uma virada espetacular! Foi assim o jogão no pavilhão 6 do Rio Centro entre Brasil e Alemanha no vôlei sentado masculino que acabou em 3 a 1, parciais de 24 a 26, 25 a 23, 25 a 18 e 25 a 12. Com o time brasileiro carimbando sua vaga nas semifinais. A torcida foi uma espécie de decimo terceiro jogador que contribuiu e muito com a vitória.

“Hoje a torcida fez toda a diferença. Eles na hora que estávamos mal, nos apoiaram e contribuíram diretamente com a nossa virada. É muito bom saber que minha família está aqui completa para me apoiar, fora essa galera toda. De todos os últimos anos que jogo vôlei sentado, tenho a certeza que fiz uma de minhas melhores partidas da minha vida. E estamos na semifinal” – Conta Anderson, oposto que entrou no segundo set e fez toda a diferença no jogo.

O primeiro set foi de muitas opções. O A partida começou bem equilibrada e num dado momento, o time alemão abriu frente de quatro pontos no placar. O time brasileiro chegou até a virar no final do set e ter o set point. Mas numa jogada com dois toques permitiu que os adversários empatassem e virassem o set em 26 a 24 e abrindo 1 a 0 no placar.

A continuação foi no mesmo ritmo do primeiro set. Brasil e Alemanha protagonizaram equilíbrio de ambos os lados e nenhuma equipe disparando na frente. A Alemanha abriu dois pontos no placar, mantendo essa vantagem até perto do final do set, quando aos gritos de “eu acredito”, o time do Brasil cresceu e conseguiu empatar o jogo em 23 a 23, forçando o técnico alemão a pedir tempo. Na volta, o time brasileiro virou o placar e fechou o set em 25 a 23, empatando o jogo em 1 a 1. 

O terceiro começou com um Brasil melhor e já abrindo dois pontos de frente. Os alemães trataram logo de recuperar essa vantagem e logo estavam empatados quando o jogo chegou a 6 a 6. O time alemão conseguiu até virar o placar, mas logo os brasileiros voltaram a tomar as rédeas do jogo e conseguiram abrir três pontos depois que o os alemães levaram um segundo cartão vermelho na partida com o placar em 16 a 13. O time a partir de então foi só crescendo e disparou no placar. A partir de então, bastou administrar e fecharam em 25 a 18 virando o jogo para 2 a 1.

Anderson entrou no segundo set e fez a diferença na partida. Crédito: Bruno Lopes/Esportes de A à Z

O jogo no quarto set começou no mesmo ritmo do final do terceiro. O time brasileiro disparou na frente já abrindo 6 pontos na frente. E o que se viu a partir daí foi um time da Alemanha completamente apagado em campo e o Brasil foi só abrindo frente e o placar chegou a estar 11 a 3. As bolas continuaram a cair somente de um lado e assim o Brasil venceu fácil o set por 25 a 12, e o jogo por 3 a 1 se classificando para as semifinais. 

O Brasil terá pela frente a seleção do Irã que é uma grande pedreira. “O time do Irã está voando em campo e ontem venceu bem a Bósnia. Vamos estudar bem eles nesses próximos dois dias já que eles são tricampeões paralimpicos, mas já ganhamos deles no mundial. Agora temos dois dias para nos preparar e vamos estudar para ganhar bem. Temos que jogar com o coração para nos darmos bem. Tem 6 mil pessoas torcendo por nós e não podemos decepcioná-los. ” – Conta Fred, oposto do time

 

Brasil passa fácil pela Ucrânia no vôlei sentado feminino

Time da Ucrânia para diante do Brasil. Crédito: Bruno Lopes/Esportes de A à Z

Depois de ganhar do Canadá na primeira rodada por 3 a 0, foi a vez do Brasil enfrentar as ucranianas no vôlei sentado feminino e conseguiu se dar bem. Venceu por 3 sets a zero no placar pelo grupo A e se classifica para as semifinais. A torcida lotou o pavilhão 6 para acompanhar a partida e incentivou muito o time nesta vitória.

“Viemos focados e tínhamos esse time da ucrânia engasgado e não poderia continuar assim. Nosso objetivo mesmo é conseguir alguma medalha e foi para isso que viemos aqui. Está diferente jogar com essa torcida ao nosso lado que tem feito diferença.” – Conta Janaina, ponteira e maior pontuadora na partida com 19 pontos 

No primeiro set, uma boa disputa entre brasileiras e ucranianas. No início muita disputa e troca de pontos. No final do set, o Brasil conseguiu abrir uma boa vantagem e fechou por 25 a 19.

Brasil enfrenta as holandesas na ultima rodada na primeira fase já classificado. Crédito: Bruno Lopes/Esportes de A à Z

Já no segundo, as ucranianas entraram bem melhor e abriram uma vantagem de quatro pontos. O set estava pendendo para elas, quando a reação começou e as brasileiras entraram no set. Acabaram vencendo por 25 a 20 abrindo 2 sets a 0 no placar

No terceiro, O Brasil entrou muito bem. Ainda o ritmo final do set anterior, abriram sete pontos de vantagem.  O massacre continuou ao longo do set e sem muita reação das adversárias, fecharam o jogo em 25 a 14 decretando 3 a 0. 

Na próxima rodada, é a vez das brasileiras terem pela frente a seleção da Holanda que venceu o Canadá no último jogo por 3 sets a 1.

 

Assinar este feed RSS