Darlan Romani é campeão mundial indoor em Belgrado

Crédito: Divulgação

Darlan Romani é campeão mundial indoor do arremesso do peso. O catarinense de Concórdia, de 30 anos, deu show no segundo dia de disputas do Campeonato Mundial Indoor de Atletismo, na Stark Arena, em Belgrado, Sérvia. Levou o ouro com 22,53 m, com recorde do campeonato e ainda melhorou três vezes o recorde sul-americano em pista coberta da prova. Darlan é o quarto campeão mundial indoor do Brasil – se junta à Zequinha Barbosa (800 m), Fabiana Murer (salto com vara) e Mauro Vinícius “Duda” da Silva (salto em distância).

E Darlan não fez isso em um evento esvaziado. Deixou para trás ninguém menos que o bicampeão olímpico e recordista mundial Ryan Crouser, dos Estados Unidos, que foi prata com 22,44m, e o atual medalhista de bronze olímpico Thomas Walsh, da Nova Zelândia, com 22,31m. Darlan encerrou uma invencibilidade de 26 eventos de Crouser, considerado o maior arremessador do peso da história.

Esta é a primeira medalha do Brasil em Mundiais no arremesso do peso e também a primeira da carreira de Darlan. Competindo em uma era fortíssima do arremesso do peso, Darlan bateu na trave do pódio em três torneios importantes: o Mundial Indoor de 2018, o Mundial de 2019 e os Jogos Olímpicos de Tóquio-2021. 

Darlan vinha de dois quarto lugares na prova do peso nas edições de Portland-2016, nos Estados Unidos, e de Birmigham-2018, na Grã-Bretanha. Começou bem a competição em Belgrado, com um lançamento de 21,74 m – de cara, quebrou o recorde sul-americano indoor que havia estabelecido em Cochabamba, na Bolívia, ao conquistar o ouro com 21,71 m. Mostrou consistência e foi melhorando ainda mais.

Fez um arremesso de 21,79 m na segunda tentativa e depois passou da marca dos 22 metros – 22,53 m – na terceira assumindo a liderança da prova, à frente de Ryan Crouser e Tomas Walsh. No quarto arremesso, Darlan fez 21,31 m, queimou o quinto, mas foi para a sexta e última rodada de arremessos ainda na liderança. Viu os adversários diretos fracassarem na tentativa de ultrapassar sua marca e comemorou o título.

Na comemoração, emocionado, deu a volta olímpica na pista de 200 metros da Stark Arena e posou para os fotógrafos de todo o mundo. 

Agora, Darlan dará sequência ao treinamento na Europa acompanhado pelo seu treinador Justo Navarro. O Mundial do Oregon, na cidade de Eugene, nos Estados Unidos, é a principal competição do calendário do atletismo este ano.

dungo

Jornalista, corredor e admirador da cidade maravilhosa

E o que achou sobre esse assunto? Contribua com o Esportes de A à Z! Basta preencher o comentário abaixo.

%d blogueiros gostam disto: