Elite feminina com várias candidatas ao topo do pódio

Crédito: Fábio Falconi/Unlimited Sports

A brasileira Pamella Oliveira, bicampeã, é o grande destaque feminino da prova

Atual bicampeã, do IRONMAN 70.3 Rio de Janeiro, a capixaba radicada em Balneário Camboriú, Pamella Oliveira será o desataque da Elite feminina da edição deste ano. A etapa acontecerá, pela quinta vez consecutiva, no domingo, dia 22 de setembro, no Recreio do Bandeirantes, Rio de Janeiro. A triatleta chega como grande favorita ao topo do pódio e a uma das duas vagas para o IRONMAN 70.3 World Championship 2020. O evento ainda classificará 40 atletas da Faixa Etária. Mais detalhes no site oficial, www.ironmanbrasil.com.br.

A prova reunirá 1300 triatletas de 26 países para o desafio de 1,9 km de natação, 90 km de ciclismo e 21.1 km de corrida, com área de transição montada na Praia da Macumba, no Pontal. A programação no dia da prova começará às 6h30, com a Elite masculino, ficando o feminino para as 6h35. A Faixa Etária, em ondas, largará às 6h45. A Expo e Entrega de kits começarão na quinta-feira (19), às 14h, no Hotel Atlântico Sul.

Pamella, que atravessa um grande momento, chega forte. Além de dois títulos no Rio de Janeiro, ela também garantiu o bicampeonato no IRONMAN 70.3 Florianópolis, no primeira semestre. Sem contar que no ano passado garantiu o quarto lugar no IRONMAN 70.3 World Championship. Em 2019 ela ainda fez sua estreia no IRONMAN Brasil, com distâncias full, terminando em segundo lugar e mostrando porque é uma das melhores do país na atualidade.

Os Brasil ainda terá Bruna Mahn (BRA), duas vezes terceira colocada no Ironman Brasil, terceira do Ironman de Wisconsin (EUA) deste ano; Carolina Furriela (BRA) terceira no Rio de Janeiro em 2018; Gisele Bertucci (BRA); Julia Kruger Romariz (BRA); Luíza Cravo (BRA) e Nayara Luniere (BRA).

As presenças do exterior neste ano serão a norte-americana Brittany Higgins (EUA) e a argentina Romina Palácios. Brittany fez seu primeiro IRONMAN 70.3 em 2011, como amadora, garantindo vaga para o mundial do ano seguinte. Neste ano, no top ten em quatro provas: IRONMAN 70.3 Peru (5ª), IRONMAN 70.3 Gulf Coast (EUA) (9ª), IRONMAN 70.3 Japão (4ª) e IRONMAN 70.3 Santa Rosa (EUA) (10ª)

Romina, por sua vez, ficou com o segundo lugar no ano passado na etapa do Rio de Janeiro, e também ficou em terceiro no IRONMAN 70.3 Buenos Aires. Nesta temporada, ficou com o segundo lugar no IRONMAN 70.3 Bariloche.

O IRONMAN 70.3 Rio de Janeiro é a quarta etapa do calendário na temporada, depois de Florianópolis, Fortaleza e Maceió, A programação de 2019 terminará em novembro, no dia 10, com o IRONMAN 70.3 São Paulo.

Avatar

dungo

Jornalista, corredor e admirador da cidade maravilhosa

E o que achou sobre esse assunto? Contribua com o Esportes de A à Z! Basta preencher o comentário abaixo.

%d blogueiros gostam disto: