Cinco abandonos marcam o 2o dia dos 1000 km – Brasil

Atletas tem até meia noite para completar 100 km e continuar na prova

O calor que fez hoje em Paulo de Frontin no interior do estado do Rio de Janeiro colocou em teste os 20 participantes que largaram ontem nos 1000 km – Brasil e antes do fim do segundo dia, cinco atletas sentiram os efeitos da competição e acabaram saindo da prova.

Lohan Felix conta como é participar dos 1000km – Brasil. Crédito: Marcio Villar

Já noticiamos pela manhã que o catarinense Djalma Gomes de Moura sentiu uma lesão e foi obrigado a sair. Mas no decorrer do dia outros quatro atletas tiveram que sair e os outros abandonos vieram no final da tarde e no inicio dessa noite.

O segundo a abandonar foi o catarinense Peter Correa Rosa que percebeu não estar rendendo e optou por não continuar. Ele chegou a percorrer 141 km. Pouco depois, a enfermeira gaúcha Magda Chagas foi obrigada a sair por suspeita de rabdomiólise que é quando o músculo do corpo se degrada e pode causar uma infecção fatal nos rins. Ela estava com 155 km percorridos.

Barbagallo Alejandro foi um dos argentinos a abandonarem a prova. Crédito: Marcio Villar

E dois argentinos também foram obrigados a sair da competição. Barbagallo Alejandro saiu com 165 km completados, enquanto que Oscar Ubaldo Reinante completou 167 km. Ambos sentiram o calor e não tiveram condições de continuar na disputa.

Trequim e Fabiana seguem na liderança

Luiz Trequim segue na liderança no masculino. Crédito: Marcio Villar

A liderança dos 1000 km – Brasil segue com os mesmos líderes. Apesar do catarinense Mauricio Pamplona ter sido o primeiro a atingir os 100 km mínimo, ele segue em segundo lugar na competição com 208 km atrás de Luiz Trequim que já completou 217 km na atualização de 14 horas de prova. Em terceiro segue o paulista Alex Munarim com 206 km rodados.

No feminino, com a saída de Magda Chagas, a disputa fica entre a paulista Fabiana Antunes que já atingiu 188 km contra a catarinense Marlene de Freitas que já tem 178 km. Elas e os demais atletas tem até meia noite para completar 200 km ou colocar alguma vantagem a mais que será importante no último dia.

E o que está achando dos 1000 km – Brasil? Para quem você torce? Deixe nos comentários a sua opinião. Não deixe de nos seguir no facebook e no instagram para mais atualizações da competição e de outras.

Avatar

dungo

Jornalista, corredor e admirador da cidade maravilhosa

E o que achou sobre esse assunto? Contribua com o Esportes de A à Z! Basta preencher o comentário abaixo.

%d blogueiros gostam disto: