Depois de 17 anos, recorde feminino da maratona é quebrado

Marca foi obtida na mesma Chicago

Brigid Kosgei vence a maratona de Chicago (AFP / Getty Images)

Viena ontem e Chicago hoje. O esporte presenciou em 30 horas de intervalo uma quebra de barreira e um recorde mundial na distância mais nobre do atletismo. Se ontem o queniano Eliud Kipchoge provou que o homem consegue correr uma maratona abaixo de duas horas na Áustria, sua compatriota Brigid Kosgei se inspirou e quebrou o recorde feminino nos Estados Unidos.

Ela concluiu a prova com 2h14min04s, derrubando em 1min21s a marca que a britânica Paula Radcliffe fez em 2003 na mesma maratona e que perdurava 17 anos. Ficou como uma das marcas mais antigas em duração.

“Estou feliz e me sinto bem”, disse Kosgei. “Eu corri para cá no ano passado, então sabia que era um bom curso. Havia um pouco de vento, mas estava tudo bem. As pessoas estavam torcendo o tempo todo, o que me deu mais energia”.

A antiga recordista sabia que um dia a sua marca ia acabar caindo:

“Sempre soubemos que chegaria o momento em que o recorde seria quebrado”, disse Radcliffe, que estava em Chicago e parabenizou Kosgei quando ela terminou. “Quando vi o quão rápido Brigid estava correndo na primeira metade da corrida, eu sabia que ela tinha uma boa chance de conseguir o recorde.

“Eu sempre disse que 17 é o meu número da sorte e foi exatamente 17 anos atrás no dia em que estabeleci meu primeiro recorde mundial aqui em Chicago”.

Por vários anos, muitas pessoas acreditaram que as duas barreiras – 2:00:00 para homens e 2:15:25 para mulheres – resistiriam ao teste do tempo. Mas, nos últimos anos, os principais corredores de maratona do mundo se aproximaram dessas marcas, à medida que o padrão geral de corrida continua a subir.

Diferente da marca de Kipchoge que não pode ser homologada por não se tratar de um evento oficial, a marca de Kosgei se tiver com todas as condições em ordem, será homologada.

E o que esperar para os homens e mulheres no futuro na Maratona? Será que teremos uma marca oficial para os homens abaixo das duas horas e 2h10min para mulheres? Comente!

O Esportes de A à Z é um site de notícias esportivas com foco no esporte olímpico, paralímpico, neve e faz uma aventura pelas corridas de rua, trilhas e ultramaratona. Siga-nos em nossas redes sociais. @esportesdeaaz no facebook e instagran e TV EAZ no youtube.



Avatar

dungo

Jornalista, corredor e admirador da cidade maravilhosa

E o que achou sobre esse assunto? Contribua com o Esportes de A à Z! Basta preencher o comentário abaixo.

%d blogueiros gostam disto: